River Plate vence o Defensor no Estádio Centenário

Com dois gols do “Loco” Abreu, a equipe de Diego Simeone derrotou o Defensor Sporting, no jogo de ida das oitvas-de-final da Copa Sul-americana 2008.

Os primeiros minutos no Estádio Centenário foram da equipe argentina, que logo teve uma chance para abrir o placar. Abreu fez uma boa jogada com Buonanotte, este chutou cruzado, e a bola passou perto da trave esquerda do goleiro Martín Silva.

Copa Sul-americana

O River Plate sairia na frente, abrindo o placar aos oito minutos. No lance do gol, Abreu pegou a sobra do escanteio na segunda trave, chutou, o goleiro Silva deu rebote, e Abreu chutou novamente, dessa vez mandando a bola pro fundo da rede. Resultado justo até aí.

Abreu foi jogador do Defensor anos atrás, razão pela qual ofereceu desculpas aos 40.000 tocerdores uruguaios, após fazer o gol.

A equipe uruguaia teve muita dificuldade para superar a marcação argentina, e teve poucas chances no ataque. Foram dois ou três escanteios, dois ou três cruzamentos que não geraram maiores inconvenientes para a defesa rival. A melhor chance do Defensor foi em uma cobrança de falta na entrada da área, aos 35 minutos. Diego de Souza fez uma boa cobrança, mas o goleiro Ojeda voou para fazer uma excelente defesa, mandando a bola para escanteio.

O River quase ampliou aos 40 minutos, novamente em um escanteio; desta vez foi Buonanotte que pegou a sobra na segunda trave, cortou, se livrando de um rival, mas chutou em cima do goleiro uruguaio. A equipe local tentou avançar, com vontade, mas sem idéias. O primeiro tempo terminou em 1 a 0.

Segundo tempo

O Defensor voltou com tudo para o segundo tempo, pressionando o rival, que não estava tão bem na marcação como no primeiro. Logo aos três minutos da segunda etapa o Defensor teve a chance de empatar a partida. A bola passou diante de vários jogadores após o cruzamento frontal, isso atrapalhou o goleiro Ojeda que deu rebote na pequena área, os zagueiros argentinos tentaram tirar mas também se atrapalharam, até que finalmente conseguiram tirar o time do sufoco.

O jogo continuou com o Defensor no ataque, tendo as melhores oportunidades. No entanto, o segundo gol do jogo também foi o segundo do River Plate, e também o segundo de Abreu. Aos 18 minutos, Abelairas chutou da intermediária, o arqueiro Martín Silva deu rebote, e Abreu apareceu para definir com frieza diante do goleiro compatriota. Abreu, que era dúvida para este jogo, teve que sair três minutos depois, com câimbra.

Com o resultado adverso, o Defensor continuou atacando intensamente, como pôde, e teve maior posse de bola daí pra frente. A defesa do River ficou insegura, começou a errar passes e a cometer várias imprecisões. Entretanto, os contra-ataques da equipe argentina levavam muito perigo ao gol de Martín Silva.

Aos 32′, Augusto Fernández deu uma entrada dura em um rival, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso. Mesmo jogando com um homem a mais, o Defensor não teve mais facilidade para passar a defesa rival. Além disso, teve vários escanteios ao seu favor, que foram mal aproveitados.

O gol do desconto chegou aos 40 minutos. Em outro cruzamento frontal, o goleiro Ojeda novamente saiu mal e trombou com um rival, a bola sobrou na pequena área e Risso só teve que empurrar pro gol. Nessa altura do jogo, o Defensor merecia ao menos um gol.

Aos 44 minutos, o uruguaio Ferreira foi em busca da bola e acabou machucando o goleiro Ojeda na divida, o que gerou um empurra-empurra geral, com tapas e manoteios. O árbitro não mostrou nenhum cartão aos envolvidos no tumulto (talvez porque foram quase todos os jogadores em campo).

A partida terminou 2 x 1 para o River. A equipe uruguaia deverá buscar uma vitória na revanche, no Estádio Monumental de Nuñez, para conseguir a classificação para as quartas-de-final.

Confira a tabela e a lista de jogos, com datas, horários e resultados da Copa Sul-americana 2008.


Technorati : , , , ,

Leave a Reply