Marselha 2008 – França vence o Uruguai e se classifica para as quartas-de-final

Copa do Mundo de Futebol de Areia Marselha 2008

Pouco antes do começo da partida decisiva entre uruguaios e franceses, o Senegal havia derrotado o Irã, por 4 x 1, metendo pressão na dona de casa.

Só a vitória evitaria o vexame de ficar eliminada na primeira rodada, sendo a sede da primeira Copa do Mundo de Futebol de Areia da FIFA realizada fora do Brasil.

A posse de bola foi mais o menos igual para as duas equipes, no entanto, a França foi muito mais ofensiva. Desde o começo do jogo, os franceses foram com tudo pra cima do adversário, e tiveram boas chances de marcar, mas o goleiro charrúa respondeu bem.

Acho que os uruguaios estavam nervosos, pois erraram muitos passes durante todo o jogo, e fizeram faltas perigosas muito perto da área. O primeiro gol da França veio de um pênalti, no minuto 9. Samoun foi o encarregado de anotar. Ele mesmo faria o segundo, dois minutos mais tarde.

O Uruguai não usou a cabeça, não jogou coletivamente. As tentativas dos sul-americanos eram passes longos do goleiro, procurando um jogador lá na frente, que tentava finalizar o mais rápido possível, sem nem pensar, sem procurar uma melhor opção. Enquanto o Uruguai jogava aberto e separado, os frances jogavam pertinho um do outro sempre se ajudando.

No segundo período, aos sete minutos, chegou o terceiro gol francês, marcado por Basquaise. Daí pra frente o Uruguai melhorou, retendo mais a bola, trabalhando a jogada, procurando a melhor opção. Um goleada maior poderia eliminar a seleção charrúa da competição. Nos últimos minutos do segundo período o Uruguai chutou várias vezes ao gol.

O terceiro período começou com o Uruguai decidido a atacar, e diminuir a diferença. De uma cobrança de falta chegou, finalmente, o primeiro gol charrúa. Foi Ricar o encarragado de anotar, no minuto 2. A França não queria deixar a vitória escapar, e continuou atacando.

Aos quatro minutos do terceiro tempo, outro pênalti a favor da França foi marcado. Para o árbitro, um jogador uruguaio tocou a bola com a mão; pra mim não, pois o uruguaio caiu lutando (de forma legal) com o adversário, sem intenção de tocar a bola. Basquaise fez seu trabalho, marcando o 4 x 1.

O Uruguai recomeçou seus ataques, até chutando uma bola no travessão. Enseguida, a França fez o travessão uruguaio tremer também. O Uruguai tentou muitos chutes de longe, e conseguiu bons resultados. Aos nove minutos do terceiro tempo, Parrillo chutou com violência, vencendo o goleiro Aubry, marcando o 4 x 2 no placar.

Dois minutos mais tarde, Oli tentou a mesma jogada, de mais longe, e fez um golaço no canto esquerdo de Aubry. Era o 4 x 3, que deixava a França em xeque. Faltava um minuto para o fim do terceiro tempo.

Se o Uruguai marcasse um gol mais, o gol do empate, que levaria o jogo à prorrogação, a Fança estaria eliminada, mesmo ganhando a partida. Uma vitória após o tempo regulamentar vela apenas dois pontos; o Uruguai tinha cinco, ao igual que o Senegal, enquanto a França acumulava somente dois. O desastre estava próximo.

No entanto, os franceses administraram bem a bola, e quase marcaram o quinto gol, mas a bola bateu novamante no travessão. O jogo terminou 4 x 3, e a França se classificou, junto com o Uruguai.

Nas quartas de final, a França enfrentará a Itália, enquanto o Uruguai terá uma difícil partida contra o Portugal.

As já classicadas seleções do Portugal e da Itália se enfrentaram um pouco mais cedo, pelo Gurpo B. O tempo regulamentar terminou empatado em 4 a 4. Na prorrogação, o time português marcou o quinto gol, e venceu.

Confira a tabela de posições da Copa do Mundo de Futebol de Areia Marselha 2008.


Technorati : , , , ,

Leave a Reply