Eurocopa 2008 – Itália 2 x 0 França

Italianos e franceses lutavam por uma vaga nas quartas-de-final da Eurocopa 2008. O vencedor tinha a chance de se classificar, a menos que a Romênia derrotasse a Holanda, pois a equipe romena possuía dois pontos, enquanto França e Itália apenas um.

Resumo do jogo

Eurocopa 2008

Nos primeiros minutos da partida, a França partiu pra cima da equipe italiana. As tentativass francesas não deram frutos, e a Itália enseguida tomou as rédeas do jogo. Luca Toni, muito atento, e com muito ofício, foi o pesadelo da zaga francesa.

Cada cruzamento sobre a área da França era chance clara de gol para Luca Toni.

Aos 23 minutos veio um passe frontal para ele, e quando tentáva dominar, o zagueiro Abidal o derrubou: pênalti para a Itália e cartão vermelho para o fracês. Decisões acertadas do juiz. Abidal era o último jogador defendendo, e usou a falta como último recurso.

Pirlo foi o encarregado da cobrança do pênalti: chutou cruzado, forte e alto, indefensável para o goleiro francês, que se jogou pro lado certo.

Sabendo que a França tentaria a reação, a Itália acelerou o rítimo pra fazer a França sentir o golpe que acabava de receber. Boa atitude, inteligente, que deu resultado: Luca Toni teve três chances claras para aumentar o marcador logo enseguida ao gol de abertura. A França não encotrava a bola.

Mais tarde, Grosso fez uma excelente cobrança de falta, a bola fez uma curva perfeita e entrava colada a trave direita: Coupet se esticou, raspou a bola com a ponta dos dedos e ela bateu na trave. Impressionante.

Com o passar dos minutos, a Itália diminuiu a marcha, a França voltou a ter a posse de bola e algumas chances pra diminuir. A melhor foi de Henry: ele invadiu a área pela direita e chutou cruzado. A bola passou muito perto da trave direita do goleiro Buffon. Benzema também tentou, mas não teve um bom primeiro tempo.

Os francêses tiveram que se esforçar muito, pois estavam com um a menos. A primeira etapa terminou com o 1 x 0.

A França buscou enérgicamente o empate no começo do segundo tempo. A defesa italiana, que esteve firme e atenta durante todo o jogo, fechou as portas aos atacantes franceses. Aos poucos, se fazia visível o cansaço da equipe francesa. O pênalti e a expulsão de Abidal determinaram o rumo do jogo.

Henry definindo o jogo (sacre bleu!)

A sorte não estava do lado francês, mesmo. De Rossi cobrou uma falta, o goleiro Coupet se jogava à direita bem para fazer a defeza, mas a bola se desviou em Henry, que estava na barreira, e terminou entrando no lado esquerdo do gol. Transcorriam apenas 17 minutos do segundo tempo, mas o resultado já era irreversível.

Contudo, a França não se rendeu, os jogadores continuaram indo ao ataque. Benzema teve a mais clara: chutou de fora da área, cruzado, a bola fez uma bela curva mas quando entrava, colada na trave direita, apareceu Buffon para espalmar. Uma excelente defesa para uma excelente definição.

Os minutos se passavam e o jogo francês se diluía. A defesa italiana continuava firme.

O árbitro deu um minuto de desconto. Só não entendo por que ele deixou o jogo ir até os 48; a França estava vencida, o resultado era definitivo. Ainda, no segundo minuto de acréscimo, um chute de Luca Toni explodiu na trave. O sofrimento da torcida francesa parecia não acabar. No terceiro minuto de acréscimo acabou. Acabou o sonho francês.

Itália x Espanha

A Holanda venceu a Romênia por 2 x 0. Com isso, a Itália se classificou para as quartas-de-final, e vai enfrentar a Espanha. Jogo imperdível. Eu aposto na vitória dos espanhóis.


Technorati : , , ,

Leave a Reply