Brasil empata em 1 x 1 com o Equador, em Quito, pelas Eliminatórias da Copa de 2010

Apesar de ter aberto o placar com Júlio Baptista, a seleção brasileira fez uma péssima apresentação em Quito, e acabou sofrendo o empate no fim, voltando com um ponto do Equador.

Mesmo com todo o mundo atrás, jogando definitivamente na defensiva, o Brasil marcou muito mal, deixou muitos espaços para os perigosos atacantes equatorianos, e cometeu inúmeras faltas, que terminavam em jogadas de perigo para o gol de Júlio César. Ele, o grande goleiro do Inter de Milão, foi a figura do Brasil, impedindo que o Equador festejasse uma goleada em Quito.

Coletivamente, o Brasil não existiu. Os esporádicos ataques da seleção foram com jogadas individuais de Luis Fabiano e Robinho. A palavra que ficou foi “mediocridade”. Não vimos futebol, não vimos tática, não tivemos marcação eficiente, jogamos na retranca. Fomos atropelados pelo Equador no primeiro tempo, e só Júlio César impediu que a seleção local vencesse por 3 ou 4 a 0. Guerrón e Benítez infernizaram a zaga brasileira.

Ao redor dos 25′ do segundo tempo, Ronaldinho, que não fez nada útil durante todo o jogo, saiu para a entrada de Júlio Baptista. Na primeira jogada de que participou, o atacante da Roma abriu o placar. Porém, isso não fez a seleção melhorar. O Equador continuou dominando, o Brasil jogando mal, até que o ataque equatoriano conseguiu vencer Júlio César. Christian Noboa marcou o gol do empate, aos 44 minutos do segundo tempo. Uma injustiça, pois o Equador merecia estar ganhando com folga há tempo.

O mau resultado, a má apresentação, vai muito além da ausência de Kaká ou dos efeitos da altura. Usar estes fatores como desculpa, para um jogo tão ruim, é ridículo. É óbvio que o time não deveria ter jogado tão atrás, pois o ataque ficou isolado. Ou, pelo menos, deveria ter marcado melhor, levando em conta a quantidade de gente no campo de defesa. Claro, nenhuma das duas coisas aconteceu, principalmente porque a tática de Dunga… bem, sei lá, não vi tática nenhuma nesse time. A razão do empate chama-se Júlio César. O Brasil deveria ter perdido feio, exatamente do jeito que jogou.

Na tabela de classificação, o Brasil caiu para o terceiro lugar, com 18 pontos, superado pela Argentina, que chegou aos 19 ao vencer a Venezuela. A seleção brasileira volta a jogar nesta quarta-feira, contra o Peru, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

Assista os gols e os melhores lances de Equador 1 x 1 Brasil.

Confira a tabela das Eliminatórias Sul-americanas da Copa de 2010.


Technorati : , , , , , , , , , ,

Leave a Reply